Você conhece a Dachri? Saiba com ele funciona para o público LGBT e conheça outros serviços da SSP/SE

Conheça a Delegacia de Atendimento a Crimes Homofóbicos, Racismo e Intolerância Religiosa (Dachri) e o Centro de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia.


Foto: ssp.se.gov.br

Ao longo desta semana, a SSP divulga serviços que atendem ao público LGBT. No dia 17 de maio, no início da década de 1990, a homossexualidade foi excluída da classificação de doenças e problemas de saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS). E nesta quinta-feira será celebrado o Dia Mundial de Combate à LGBTfobia. Você sabe o que é Dachri? Sabe para quê serve? Você sabia que a SSP tem um centro de prevenção e combate à homofobia? Confira.
 
Dachri


Os familiares do público LGBT precisam ficar atentos, pois há situações em que a discriminação acaba sendo configurada como crime, a exemplo de agressão física, injúria, difamação e tantas outras possibilidades. Em caso de dúvida, é importante buscar informações na Delegacia de Atendimento a Crimes Homofóbicos, Racismo e Intolerância Religiosa (Dachri), que funciona no prédio do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), na rua Itabaiana, 258, Centro, Aracaju. Contato: (79) 3205-9400.
 
Centro de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia


Outro local importante é o Centro de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia é a unidade da SSP responsável pelo acolhimento e atendimento jurídico e psicossocial, bem como pela promoção dos direitos do público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Neste local, o cidadão conta com uma equipe multidisciplinar, formada por psicólogos, assistentes sociais, assessores jurídicos e estagiários. O Centro fica na rua Guilhermino Rezende, 76, no bairro São José, Aracaju/SE. Tel: (79) 3213-7941.
 
Artigo


No início da semana, a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) divulgou o artigo de Diangeles Costa Mesquita, que é Agente de Polícia Judiciária do Estado de Sergipe, bacharel em Direito e Pós Graduado em Direito Penal e Processual Penal. O conteúdo tem como objetivo propor novas discussões sobre o tema e ao longo da semana serão divulgados serviços de acolhimento ao público citado. Tema: O atendimento policial frente à possibilidade de aplicação das medidas protetivas da Lei Maria da Penha nas relações homoafetivas.


Para ler o artigo clique aqui. http://www.ssp.se.gov.br/Noticias/Detalhes?idNoticia=10915


 


Fonte: Link da matéria da SSP/SE:  http://www.ssp.se.gov.br/Noticias/Detalhes?idNoticia=10945
 

29 de Maio de 2018,
Postado por Visite Dores em Notícias