Proerd alcança a marca histórica de 75 mil formaturas em Sergipe

As escolas que desejarem receber o programa no próximo semestre devem enviar um ofício direcionado ao Comando Geral da Polícia Militar de Sergipe, na pessoa do coronel Marcony Cabral.


Fotos: Ascom PM/SE

Ao longo desses 17 anos de história, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) em Sergipe, formou milhares de crianças e adolescentes. Neste período, mais de 75 mil estudantes aprenderam como fazer escolhas seguras e responsáveis, auxiliados durante todos esses anos, por inúmeros policiais militares, que tiveram a oportunidade de atuar no programa, desde os mais experientes, muitos deles já reformados, aos mais modernos.


Muitas vezes os policiais que estão aplicando as lições, no deslocamento de uma escola para outra, são surpreendidos por cidadãos que foram formados pelo Proerd no passado, e relatam com orgulho que fazem parte dessa história. Eles lembram o nome de seu policial Proerd, o ano que se formaram, a escola, e ainda têm a oportunidade de mandar uma mensagem de agradecimento ao seu instrutor.


Esta semana, a equipe de policiais militares que compõe o núcleo Proerd, o qual é coordenado pela capitã Adriana Littig, foi surpreendida por uma ex-aluna proerdiana, que atualmente faz parte do quadro de funcionários da empresa Destak Serviços, terceirizada que atua no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.


Liliane Santos Costa, hoje com 27 anos, se formou em 2003, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Olga Benário, no Bairro Santos Dumont, em Aracaju, e na oportunidade, contou com alegria sua experiência no Proerd. Segundo Liliane, foi uma experiência importante para sua formação, por isso, ela ainda guarda com carinho o certificado de conclusão de curso, emitido por seu instrutor, o Aluno de Sargento Bomfim, à época Soldado Bomfim.  “Eles (os instrutores Proerd) ensinam muito bem.


Naquele momento eu era criança, e ainda estava descobrindo o que era a vida. Participar do Proerd foi um aprendizado. É bom saber que o Programa existe até hoje, não foi uma coisa que acabou. Quando eu vi a sala do Proerd, fiz questão de comentar que eu fui uma participante, que eu tenho o certificado e fotos. Vieram lembranças boas”, relatou Liliane.


Formado na primeira turma do Curso de Instrutor Proerd da PMSE, em 2003, o Aluno de Sargento Bomfim, 20 anos de Polícia Militar, e atualmente lotado no Centro de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança Pública, lembra com alegria dos sete anos que se dedicou ao programa. Para ele, fazer parte dessa construção bem sucedida que é o Proerd, o enche de orgulho. “O Proerd foi muito importante, não somente na minha carreira profissional como policial militar, mas também na minha vida pessoal, porque me trouxe muitas alegrias. Eu pude perceber dentro das comunidades o quanto existia uma carência de informações e de entendimento a respeito das drogas, e principalmente com relação às escolhas que os jovens poderiam fazer naquele momento e no futuro”, comentou o militar.


O Proerd tem a função socioeducativa de participar da construção de uma sociedade mais segura e saudável, aproximando comunidade e polícia. O policial militar, antes de tudo, é um “pedagogo da cidadania”, por meio do policiamento preventivo. E quando esse trabalho frutifica os resultados esperados, é motivo de orgulho para o policial. “Para mim foi uma grande surpresa ter reencontrado a Liliane. Ver essa jovem trabalhando, estudando, e principalmente uma jovem consciente daquilo que ela aprendeu no Proerd, foi uma grande emoção” finaliza o instrutor, na certeza de que esses ensinamentos serão replicados por sua ex-aluna para sua filhinha de cinco anos.


E se você também participou do Proerd e faz parte da nossa história, conte para nós e apareça em nossas redes sociais. Basta seguir a página do Proerd Sergipe no Facebook (Proerd Sergipe) ou o Instagram da PMSE (@pmsergipe). Poste uma foto da sua formatura ou deixe uma mensagem para nós. Lembre-se de marcar a hashtag #EuFizProerd. A Polícia Militar terá muito orgulho em saber que contribuiu com a sua formação.


O Proerd


O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é oriundo de um programa norte-americano criado em 1983, após muitas pesquisas envolvendo educadores, psicólogos, psiquiatras e policiais. Tem como metodologia a Teoria Socioemocional, que trabalha os sentimentos e emoções dos alunos. Em 1992, foi implementado no Brasil, por meio da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e atualmente é o programa de prevenção ao uso de drogas das polícias militares de todos os estados do Brasil. Em Sergipe, foi implantado no ano de 2001 e atualmente é coordenado pela capitã Adriana Littig, já tendo formado mais de 75 mil alunos ao longo desses 17 anos.


As escolas que desejarem receber o programa no próximo semestre devem enviar um ofício direcionado ao Comando Geral da Polícia Militar de Sergipe, na pessoa do coronel Marcony Cabral, solicitando o serviço. O ofício deve ser protocolado no Quartel do Comando Geral, localizado na Rua Itabaiana, 336, Centro. Para mais informações, entrar em contato com o Núcleo Proerd: (79) 3226-7106 e 98867-6780.


Fonte: pm.se.gov.br
 

28 de Março de 2018,
Postado por Visite Dores em Notícias