Economia

Nossa Senhora das Dores tem sua economia baseada na agropecuária e no comércio, este último setor impulsionado por diversas lojas dos mais variados setores

Nossa Senhora das Dores tem sua economia baseada na agropecuária e no comércio, este último setor impulsionado por diversas lojas dos mais variados setores mas também pela feira livre semanal que ocorre sempre às segundas. Dores tem um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), que mede o nível educacional, a longevidade e a renda per capita de seus habitantes, considerado baixo e fica em 0,637 - num índice que vai de 0 a 1. Dado, entretanto, que o situa como o 28º índice entre os 75 municípios sergipanos (conforme Jornal da Cidade. 12 a 13 de outubro de 2003. Caderno Cidades. p. B-2).
 
Suas terras férteis fazem do município produtor de uma variedade de gênero agrícolas, a maioria comercializada na própria região e na feira livre local, destacando-se a cana-de-açúcar, a mandioca o milho e a banana. Além do mais, suas pastagens servem de alimento para um dos maiores rebanhos bovinos do Estado, abatendo-se semanalmente cerca de 200 reses.
 
Por João Paulo Araújo de Carvalho
Professor, historiador e coordenador do Projeto Memórias.

24 de Março de 2016,
Postado por Visite Dores em Nossa História