História de Nossa Senhora das Dores

Nossa Senhora das Dores tem sua origem num povoado outrora denominado de Enforcado.

Rua Getúlio Vargas (prefeitura)
Rua Getúlio Vargas (prefeitura)
Nossa Senhora das Dores tem sua origem num povoado outrora denominado de Enforcados, cujo nome ficou marcado na história de Sergipe como símbolo da resistência indígena ao avanço colonialista europeu nas terras do cacique Serigy. Afinal, o primeiro registro a este local data de 1606 quando ali foram doadas terras para a criação de gado a Pero Novais de Sampaio. Lembremos que em 1590 os nativos dos “sertões do rio Real” (atual Sergipe) foram derrotados militarmente por Cristóvão de Barros, fundador da cidade de São Cristóvão de Sergipe d´El Rey.
 
Enforcados recebeu esse nome por conta do extermínio de índios naquele local, por enforcamento, durante ou como conseqüência da Guerra de “Conquista” encabeçada por Cristóvão de Barros. Esse povoado pertenceu inicialmente à Vila de Santo Amaro, depois à de N. Sra. da Purificação da Capela. Em 28 de abril de 1858 foi ereto em Freguesia, desmembrada da Freguesia de Jesus, Maria, José do Pé do Banco (atual Siriri), com o nome de Nossa Senhora das Dores. Já em 11 de julho de 1859, a mesma foi transformada em Vila, cujas terras pertenciam anteriormente a Divina Pastora e Capela. Por fim, Dores foi transformada em cidade a 23 de outubro de 1920.
 
Por João Paulo Araújo de Carvalho
 
Professor, historiador e coordenador do Projeto Memórias.

24 de Março de 2016,
Postado por Visite Dores em Nossa História